Propostas

DEFESA ANIMAL

TELMA NA DEFESA ANIMAL
Só quem tem um animal de estimação sabe a alegria de receber um carinho verdadeiro quando chega em casa. Mas, também, só quem ama os bichinhos é sensível o bastante para se indignar com a crueldade contra eles, e que, infelizmente, vem crescendo assustadoramente. Telma de Souza não aceita maus tratos a animais. Aliás, nem a Telma e nem o Thor, o seu cachorro, que já a acompanha há mais de 10 anos. Para ela, tudo o que tem vida, não merece sofrer, sejam os animais, a natureza ou o ser humano. Por tudo isso, é uma ferrenha defensora da vida animal, buscando que políticas públicas sejam aplicadas para dar dignidade a cada ser vivo.
 
CONHEÇA AS LUTAS DE TELMA
Como deputada estadual, Telma tem apresentado projetos e indicações para garantir a segurança e a qualidade de vida dos animais. Uma das suas iniciativas é a proposta de construção de um hospital veterinário na Baixada Santista, com serviço de transporte especial, para atender, especialmente, os bichinhos daquelas pessoas que não têm condições financeiras de custear os tratamentos. Telma também é autora de projetos para assegurar segurança para os animais. Um deles propõe o cadastro estadual de pessoas que expõem os bichinhos a maus tratos, formado através de denúncias, para que sejam impedidas de adotar novamente. Outra ação dela é obrigar ao Governo do Estado que, em todas as suas obras habitacionais, seja reservado canil/gatil suficiente para abrigo dos animais, pois sabe-se que muitas pessoas abandonam seus bichos quando são transferidas de moradias vulneráveis para conjuntos habitacionais.
 
PROPOSTAS DE TELMA
- Criar cadastro de identificação e registro de cães e gatos;
- Criar o cadastro de tutores e possíveis adotantes de animais no Estado de São Paulo; - Proibição do extermínio de animais no âmbito do Estado de São Paulo;
- Incentivar a aplicação de políticas de proteção e controle populacional de animais; - Apresentar leis para elaboração de programas de castração;
- Promover campanhas preventivas contra o abandono e de incentivo à guarda responsável;
- Estabelecer normas para transporte e adoção de animais;
- Lutar pela criação de hospitais veterinários públicos nas universidades estaduais, atendendo ao mínimo de uma unidade por região metropolitana; - Propor ao Governo do Estado para que firme convênio com o SUS/Ministério da Saúde para aplicar em âmbito estadual a portaria 1.138/2014, que transfere recursos federais para o custeio dos serviços de castração e de vacinas; - Definir a propriedade comunitária de animais cuidados por um grupo específico de pessoas;
- Reservar recursos no orçamento para a criação e manutenção de parques e espaços como canis, gatis e viveiros para animais de rua;
- Tornar a legislação estadual prevalente, impedindo que cada município adote um sistema de controle e tratamento aos animais;
- Obrigar que as medidas de controle ético de animais da ONU, estabelecidas em 1992, sejam cumpridas no Estado de São Paulo;
- Tornar obrigatória em lei que as mortes de animais sejam registradas em laudo do Instituto Médico Legal de cada região metropolitana ou administrativa, a partir de cadastro efetuado pelo centro de zoonoses local.